sábado, 23 de outubro de 2010

Por uma boa calça...

Tudo passa...
Passa o riso que é sem graça,
passa o sorveteiro na praça,
passa a doença que mata,
mas se mata ela não passa.
Tudo passa...
Passa o som do vento,
passa o ar do lamento,
passa a verdade que existe,
tudo passa por um xiste.
Tudo passa...
Passa a nuvem no céu,
passa da dor o véu,
Passa a dor de um amor,
passa da morte o temor.
Tudo passa...
Passa da face a juventude,
passa da alma a inquietude,
passa a raiva que atormenta,
passa da bala o doce gosto de menta.
Tudo passa...
Passam as horas do dia,
passa o trem que lá ia,
passa a ansiedade que enlouquece,
passa o desejo que apetece,
Tudo passa...
Passa a vida que é breve,
passa a brisa que é leve,
passa o amor traiçoeiro,
passa também o verdadeiro.
Tudo passa...
passa sorriso de criança,
passa do coração a esperança,
passa o desejo sagas,
passa uma paixão que é fugaz.
Tudo passa...
Passa a felicidade infinita,
passa a voz da dor que é maldita,
passa a verdade escondida,
passa o grito pela vida...
Tudo passa...
E , quando tudo acontecer
não tenha medo de dizer...
Que o presente da vida é viver é saber...
Que tudo passa, pra ele, pra mim e pra você.
Se tudo passa não deixe a mágoa ficar!

Olha, minha amiga, eu já estou quase famoso. Entre 7 ou 5, mas e daí se é pela boa causa de manter um blog undergrundi que descobre algumas obras musicais geniais? E, e daí 2, se é por descobrir outras obras nem tanto? Por exemplo, a verdadeiramente nefasta obra, prima por ainda estar sendo orquestrada, mas... que me perdoem os invejosos, s'eu vi antes. Favêroque?

Explico: eu, mais uma grande minoria, já descobrimos antes, que nos próximos 4 (quatro - quer q eu desenhe?) anos que advirão, coisas muito graves demorarão muito mais de 4 décadas pra passar.  E com “passar” quis dizer vagarosamente escorrer, gotejar, exalano um bolor fatal, até as 3 piscadinhas. E não passarão! Por muitos e muitos anos... Porque herança, meu caro, é coisa que não só se herda como se rima. Tá me levanamal? “Nostradamus vive?” Se sim, no mundo da lua, mas no nosso mundo, quem avisa amigo o é! Ô, se é!

Ps à dona da poesia: Eu te peço mil desculpas, minha amiga - por roubar a sua poesia. Mas, como um quase revolucionário sunita - ao menos mais bem intencionado do que os maus -, se roubei o teu texto, que é forte, foi pra conspirar. No fundo quero dizer o seguinte:  tudo passa, mas alguns restolhos, passam danificando asestrutura, se com tanta lebre a se levantar, é do desejo da maioria apostar na vaca, vai cavaca! Cavaca vai pro brejo!

A questão é tu me levá junto nessa viagi de 3ª crasse, colega.

Ps, especial à vaca: que todas as reses do mundo me perdoem. A comparação só vale pelo trocadilho. Vocês são, não só melhores, como tudo em vocês se aproveita. E eu, as aprecio vivas!  Na outra...

Concurso: “cite o que da outra se aproveita que eu te escuto!”

FRASE DO DIA (31/10/10):

"O maior castigo para aqueles que não se interessam por política, é que  serão governados pelos que muito se interessam." 
Arnold Toynbee




Um comentário:

  1. Gostei demais do que escreveste.
    Deixo-te beijos e tulipas

    ResponderExcluir

Uma obra de arte é um ângulo apreciado
através de um temperamento.
(Emile Zola)