segunda-feira, 26 de novembro de 2007

TRAFFIC - LOW SPARK OF HIGH HEELED BOYS


Vamos ser bem francos: quem está com 38/39, na fronteira dos enta e nunca viu esta capa numa loja de discos do tempo dos LPs, ou ouviu falar neste Traffic (du bom e do bem), “Low spark of high heeled boys”, ou na própria banda, está na hora de rever o passado. Rever o que deixou passar batido, os momentos mais relax de paz e tranquilidade... O que fazias, afinal, enquanto subestimavas o prazer de, por exemplo, curtir um bom disco em boa companhia? Estudando, trabalhando, não tinha tempo pra essas futilidades artísticas? Ah, claro... Tinha o vestibular, o emprego de auxiliar administrativo no banco (eu também já fui boy, meu camarada!), uma vida pra ganhar... Mas se (ainda) pensas assim, o que fazes aqui? Não na Terra, claro! Nem tanto ao mar, nem tanto a serra! Mas aqui, neste Blog! Pois aqui, parceiro, jazz (pura força de expressão) um álbum que nem os meus amigos mais radicais na vizinhança do Jazzseen rejeitariam! Simplesmente porque isto aqui é música maiúscula! É jazz, é rock, é blues, é folk... É, acima de tudo, um álbum feliz! Certamente o álbum mais feliz dessa banda fantásica. Mais que isso: talvez o disco mais feliz de toda uma geração! E dizer de seus integrantes... a importância que essa galerinha, voando em campo/palco/estúdio como um legítimo escrete canarinho dos 70 (o álbum é de 1971), seria chover no molhado. Porque? Sinceridade?... Se o amigo, entre 39/40 e tantos, só ouviu falar em trafic de escravas brancas, no das drogas ilícitas e etcéteras mis-ruins, o que adiantaria contar da formação da banda de onde vieram, para onde foram? Isso é mero detalhe*. O que o amigo deve fazer neste exato, é baixar este álbum, ouvir até cansar o raio lazer do aparelhinho – porque cansar você da obra, como diria Vivi, minha secretária para assuntos do lar, “é rim, hein!”.
E já que estudou, trabalhou, enfim, ralou feito um condenado pro conforto futuro, não tendo nem tempo pra curtir um Trafficzinho de quando em vez, ganhou sustância financeira, certo?, justo para, entre as becas maneiras e tênis de grife, encomendar o álbum legítimo! O importado, pois o nacional, duvido muito que ainda se encontre no mercado... Ainda duro? Quer saber? Eu também. Acontece nas melhores genealogias. Não estressa! Tente os sebos. Aproveita, faça um exercício. levanta-te e anda, rapaz! Mas, por hora, boa audição.
Clicaki pra baixar
* "mero detalhe" importante. Clicando no link no texto, o histórico do disco estará a disposição do interessado.
__________________________________________________
Quarta feira 28/11: é com satisfação que informo: este álbum está batendo recordes de downloads! Porém houve um probleminha na hora de upá-lo, neguinho... Ficou faltando a versão, original, track 03, de Rock & Roll Stew. A que aparece até antes do dia 28, é uma versão alternativa. Em breve, hoje ainda, o link acima estará hospedando todo álbum e bônus. E este complemento, servirá apenas pra quem baixou antes da data do Recall. Mil perdões (pronto, link restabelecido e zerado extamente às 11:54 em 28/11).

43 comentários:

  1. Esse grupo eu conheço. Em tempo: consegui postar alguns links. Você faz parte dos "bons de visitar".

    ResponderExcluir
  2. Vynil, esse disco, se vc só conhece, mas não lembra (pra mim essa é uma combinação impossível), reaviva essa banda! Ela é tudo e mais um poucão do que insensei no meu texto!

    Baixei dois álbuns do Buster Williams: Buster Williams & Cedar Walton - se vc souber o nome do álbum, pel'amor de deus me diz. E 'Crystal Reflections'. Este já ouvido e apreciado. Seriam alguns dos que vc recomendou?
    E valeu pelo 'bons de visitar'. Continue me prestigiando. E eu idem, lá no JAZIGO.

    ResponderExcluir
  3. Sérgio,
    Buster participa de um disco do Cedar - Among friends. Não sei de de outros, pois conheço pouco a discografia de ambos.
    Quanto ao Traffic, eu creio ainda possuir alguma coisa no meu acervo. Depois eu vou conferir. Desse povaréu que povoava o imaginário dos '60 e '70, eu curtia também o Tower of power (eu tenho uns sete ou oito discos)

    ResponderExcluir
  4. Discão Sergio. Já tou baixando pra mim. Esse disco me lembram muitas coisas bosa da minha vida.

    valeu mesmo.

    OBS: Já estás linkado no Acorde Final!

    ResponderExcluir
  5. Isso aí, amigo! Farei o mesmo contigo. Mas não foi lá no Acorde que fui atrás dos que estavam atrás do The Illusion, o 2ºdão "Together..."?

    Caraca... Parei com a brenfa lá se vão 30 e tantos anos e os neurônios que fugiram rebelados nunca mais voltaram. E nem pra mandar um emeiozinho...

    ResponderExcluir
  6. porra kade o the illusion , poe logo tenho uns compromissos de venda anda logo FLAVINHA

    ResponderExcluir
  7. Brother, eu vou te contar um negócio. Ontem dei uma geral no teu blog. Agora que aprendi a baixar os discos fiquei muito impressionado com a quantidade de música boa que a gente deixa passar desapercebida pela vida. Essa montueira de porcaria que se escuta na rádio, supermercado, etc... Mas, dando uma geral pelo blog eu tive o desprazer de deparar com essa (isso aí em cima é gente?)... Como vc bem diz nos teus excelentes textos: Lamentável.
    Fernando.

    ResponderExcluir
  8. Obra-prima inconteste! Discoteca básica absoluta!
    Abrações.

    ResponderExcluir
  9. porra garoto nao vai postar o the illusion to ficando nervosa So falta ele depois quem sabe nen te denuncio ne? ass FLAVINHA(a fodona do som em toda copa)

    ResponderExcluir
  10. Obra indispensável...grande viagem musical...rain maker tocava na antiga rádio cultura am de BHZ.Quando Nelson Mota apresentava o Sábado Som ( lembra?)mandou Traffic on the Road.
    Ah...cheguei até aqui passando lá pelo Berlota.
    Cê também manda bem.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  11. SERGIO SÔNICO26/11/07 22:17

    On the road é bonus track neste cd. E há uma versão diferente de "rock and roll stew". Na pressa de postar o álbum a versão oficial de rock and roll stew não aparece no arquivo disponibilizado aqui. Concertarei isso amanhã.

    Lembro do Sábado Som, claro! E o vídeo que me lembro dessa época é Glad, neste álbum postado está como bonus.

    Valeu, BC. Frequente comentando.

    ResponderExcluir
  12. Acabei de descolar, via lombo da mula records, 13 discos do Nucleus. Conheci lá no jazzseen.

    ResponderExcluir
  13. SERGIO SÔNICO27/11/07 00:27

    Bonzaço! Baixei 3 e ouvi, gostando muito, o Elastic Rock. Em breve liberarei por aqui. Os outros ainda não lhes dei a merecida atenção. Conhecias o Traffic aí postado, né?

    ResponderExcluir
  14. Carlos Alberto27/11/07 08:21

    Olá Sergio,

    Cá estou de volta. Quando o material é bom, os albuns, a simpatia do blogueiro e os visitantes esbanjam interesse, não tem como não voltar sempre, mantendo o endereço nos favoritos.

    Também curti muito este Traffic - o LP com a capa representando um cubo. Aliás tenho até hoje o que eu comprei em 1972, através de um sistema de venda pelo correio, lançado pela Revista Rolling Stone. Alguém lembra disso?

    Abração,

    Carlos Alberto

    ResponderExcluir
  15. A idéia é essa Carlos Alberto, material de qualidade e a simpatia... tenta-se, a natural de fabrica.

    Do Traffic pelo correio não lembro devo tê-lo comprado bem mais tarde, o nacional mesmo.

    Uma indicação que quero deixar a todos que vêm aqui é o Vindicator do Arthur Lee, postado mais abaixo e que está lá tristinho com apenas 5 comentários. Em termos de roquenrou de qualidade e em termos de raridade (na soma desses elementos) é o meu preferido. Infelizmente o álbum mais esquecido aqui. Não deixe de provar e me diga, no corpo dos comentários dele, se estou ou não falando muito sério.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  16. Nao precisa arrumar mais porra nenhuma de illusion fizemos 28 denuncias contra vc e seu blog prepare se vc ja era hehehe Flavinha

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  18. Senhor Flavinha

    Se a sua intenção é brincar, não ta agradando nem um pouco.
    Se é perturbar, ta conseguindo.
    Seu Sergio é bom camarada.
    Seja mais humilde, meu!
    Tem gente q não aguenta brincadeira, mas gosta d brincar.
    Seu Sergio é alegre e paciente, mas paciência tem limite!!!!

    Miguel, el hombre zangado

    ResponderExcluir
  19. Parabéns, Sergio.
    Seu blog está o maior barato!!!
    Grande conhecedor de música que estava escondido. Vai trazer alegrias indiscutíveis a muita gente. Manda ver, amigo!

    ResponderExcluir
  20. Grande sergio sonico talvez vc possa me ajudar procuro por anos um disco anos 70 muito rock se vc tiver seria td de bom e um grupo de indios mais nao e o jeronimo que tb e muito bom trata se do redbone no mais muito obrigado wagner (grajau)

    ResponderExcluir
  21. Ih, rapá, esse eu vou ficar te devendo... Nem conheço. Mas faz umas pesquisas pelos blogs se for tudo isso que vc disse. Alguém deve tê-lo.
    Valheu!

    ResponderExcluir
  22. ja procurei em todo google o grupo e muito fd mais valeu pelo toque quando puder escute e muito bom

    ResponderExcluir
  23. Valeu a força, Miguel. Mas preferia vc baixando e comentando os álbuns, do que tentando defender a mim ou ao blog. O objetivo primeiro aqui é esse baixar, comentar e, em ficando fã das sugestões, frequentar, se possível, trazendo outras almas amigas. É assim que se deixa as sebosas falando sozinhas.
    Está me parecendo que começas a entender o processo. Só tá faltando, mostrar que está baixando, ouvindo, comentando, deixando o resto aos cuidados do tempo.

    ResponderExcluir
  24. O tempo vai te mostrar e a cadeia fazendo apologia as drogas postando dizeres como traffic estas mensagens de trafico pela rede ja estao no seu rastro ONG (contra apologia ao trafico)

    ResponderExcluir
  25. Tu deve ter jogado pedra na cruz sergio sônico, pela mãe do guarda!
    Paulo Coveiro

    ResponderExcluir
  26. SERGIO SÔNICO29/11/07 20:20

    Pois é PC, e, sem querer, chutei um ebó!

    ResponderExcluir
  27. Gente, que loucura! Vamos curtir as coisas boas da vida. Revolta a gente tem que por no lugar certo, não em quem está na paz, divulgando música de qualidade.
    Entre no clima do bem, sr. Coveiro. A via tem muita coisa boa!

    ResponderExcluir
  28. SERGIO SÔNICO29/11/07 21:50

    Será que é você quem eu tô pensando? Na certa, ou melhor, é quase certo que seja mulher. Vai que não é e ofendo alguém duvidando de sua masculinidade. Mas tudo por causa de não ter assinado. De qualquer forma, muitíssimo obrigado seja vc quem for. Paparicos, tbm são bem vindos! Quanto ao seu Coveiro, coitado... Ele é gente boa! Na verdade estava me zoando sobre o comentário do acima do dele. O sujeito da ONG (contra a apologia ao tráfico). Sabe, pessoa-boa? As vzs tenho vontade de apagar uns aí... uns comentários de uns aí, mas acabo optando por deixar pra servir, como já disse por aqui, do "exemplo de mau exemplo. É por isso que digo, agora no presente: quem gosta de música boa e rara, quem baixa álbum amarradão, ou quem gosta dos textos que nem sempre são sobre música, ou nem sempre são tão bons, comente, por favor! O melhor remédio contra a baixaria e gente mixuruca é pessoa boa e de preferência inteligente. Não há inseticida mais poderoso! No mais deixa eles aí vagando. Ou acabam cansando ou acabam... preencha a linha pontilhada.

    Muito obrigado! Mas da próxima vez, assina embaixo, tá?
    Briiiinde!

    ResponderExcluir
  29. Liga não, seu Sergio c os comentários depreciativos.
    Traffic teve muita influência na música contemporânea. É dez!

    Abraço, Mário do Cemitério

    ResponderExcluir
  30. Isso aí, Mário do Cemitério (tu deve ser o patrão do Paulo Coveiro, né?). Aqui é o Sergio Sônico com o Traffic do bem batendo todos ao recordes da casa, antes d'eu zerar o link para consertá-lo, havia 23 downloads! Isso em 3 dias de postado. E agora, com o meu, já temos 30 comentários. Tá bom pra dois meses de funcionamento, né?
    Obrigado a todos!

    ResponderExcluir
  31. Carlos Alberto2/12/07 19:03

    Sérgio,

    Estão fazendo confusão. Traffic em Inglês significa muito mais tráfego, movimento, trânsito, comércio, negócio, barganha, troca. E até onde sei as letras da banda Traffic não faziam apologia ao tráfico ilegal.

    Carlos Alberto

    ResponderExcluir
  32. Ô Carlos Alberto, xá isso pra lá, rapaz. Pelo pouquíssimo que sei de inglês, assim como existe táfico e tráfego, sempre acreditei que lá era por aí também. Inda mais nos 70's. E a música desse disco... Foi o que disse no texto que apresenta o álbum: mais alto-astral não há! Independe de entender pra saber que os caras não tratam do assunto.

    Continue comparecendo, comentando, mas com certo cuidado pra não pisar, você sabe em que.
    Um abraço e obrigado.

    ResponderExcluir
  33. Peraí, 'Glad' é do 'John Barleycorn Must Die' e não desse 'Low Spark...'. Não houve uma confusão aí?
    Abrações.

    ResponderExcluir
  34. Na preguiça de ler todos os comentários pra saber de onde vem a confusão com "Glad", apresso-me em esclarecer que a faixa neste álbum postada é bonus e ao vivo, tirada do "On The Road".

    E, EM TEMPO: Não consigo encontrar este álbum "On The Road", completinho. Se aparecer uma alma boa que possa solucionar essa carência, por favor, manda pá k.

    ResponderExcluir
  35. Seu SÔNICO: tudo bem, alto astral, pra cima mas pra quem não conhece, que não fique a errada impressão de ser tão zen assim. No mínimo duas faixas desse discos eram habituês nas pistas dos clubes e boates na década de 70 e dividia com James Brown e até o Free (All Right Now) a preferência da garotada...
    Julio

    ResponderExcluir
  36. Free, Grand Funk (o da moeda), Climax Blues Band, até Rondabout do Yes!... Mas tinha era roquenrou nas minhas festinhas de adolescente! Boa lembrança, Julio!

    ResponderExcluir
  37. Sonzera, sonxzera, sonzera, seu sergio! Parabéns!

    ResponderExcluir
  38. Parabéns, Sergio.
    Seu blog está muito bom!!!
    Os textos estão excelentes. Vai trazer alegrias e cultura musical a muita gente.
    abraços Milkinha

    ResponderExcluir
  39. Finalmente, Milka! Alguém da velha jovem guarda do Jorna comparece à casa Sônica! Só não digo "o bom filho à casa torna", pq és mais velho (meses mas és!)...

    Espalhesse, meu caro. E se o texto ainda te deixar em dúvida se vais gostar ou não, pergunte via comentário aqui, ou ligue, que te dou uma luz...Uma luz de macho, craro.
    Abração!

    ResponderExcluir
  40. Camarada Sergio, mandou bem! Do cacete, o post! Só agora, na volta das férias, que tive oportunidade de ouvir o disco e te confesso que foi muito bom. By the way, cadê o novo cabeçalho do blog?

    ResponderExcluir
  41. Cara, em 1º: valeu! Volte sempre tem muita coisa boa que não trocamos na época do soulseek. Quanto ao cabeçalho, a moça que fazia esse trabalho, tá difícil de encontrar, ocupada demais. Daí que esse foi ficando. Pra falar a verdade, gosto dessa cara... A marca em letras é que ficou meio chapada. Já te dei senha e tudo mais, mas vc disse que tbm essa não era a sua praia... Aí ficou assim. Mas se quiser tentar te passo tudo de novo.

    Maluco, esse disco do Traffic tem poderes! É realmente um álbum especial... Mas como disse, apareça. Peça-me dicas e esteja a vontade.

    ResponderExcluir
  42. Thanks & keep Up the great work !

    ResponderExcluir

Uma obra de arte é um ângulo apreciado
através de um temperamento.
(Emile Zola)