sábado, 28 de fevereiro de 2009

Eu não sei se foi exatamente assim que se deu, mas claro!, é assim que se dá.


Imagine a cena. Voltamos de uma festa depois de bebermos todas. Éramos três. Eu, a minha namorada, e Alberta. Alberta era uma grande amiga e também a ex de uma antiga ex-namorada minha. Isso mesmo. A mais recente (e ressentida) ex-namorada de uma ex-namorada minha. Aliás, aquela sim - a ex dessa ex -, a única mulher que amei na vida. Mas não se prenda em detalhes...tão pequenos de nós dois - digo, 3, digo 4.

Sentindo-se só e morta de ciúmes, Alberta, a qual aos 30 anos só tivera experiência com apenas um homem, na vida (tipo ortodoxa, de certo), talvez por vingança, de me ver (in)feliz com outra mulher que não a ex de nós dois, me apareceu na sala depois de um demorado banho, metida num insinuante baby doll de seda azul. Que curioso! Peça íntima que Mônica, a atual, havia emprestado previamente para essa nova amiga íntima nossa, Alberta.

Mônica era dona do apartamento. Entrara em casa já no piloto automático e foi deitar-se. Então Alberta aproximou-se de mim e sem dizer palavra, me beijou na boca. Ela sabia que a outra no estado em que chegou não acordaria nem com o Metálica tocando ao vivo na cabeceira da cama dela. Tinha certeza, porque antes de me atacar, havia tentado seviciar Mônica. Alberta me atacou mais por raiva do que por segurança - como é bom se aproveitar de mulheres gays (resentidas)! Trepamos aquela noite inteira até o dia raiar! O que, confesso, demorou pouco a acontecer. Mas foi muito bom enquanto durou.

Como nosso papo hoje, ainda está fresco na lembrança e um tesão irremediável nos consome, pretendendo te contaminar com o vírus da curiosidade, caminho mais atraente entre o corpo e o desejo - seja lá qual for o dia, ou o clima que estiveres quando abrir esta carta -, desencavei a poesia da trepada com a Alberta da minha gaveta de romances fracassados e resolvi te homenagear. Verás que a poesia, cabe como uma luva em suas mãos – aliás, como o baby doll em anexo -, vestirá perfeito em você!... No final, ou eu muito me engano, perceberás que eu, Alberta, a minha eterna ex, até a Mônica, e você, proxima-futura-ex-sem-ressentimentos, temos tanto em comum.

BABY DOLL BLUE
Serena, minha pequena, já não te espero mais.
Apossa-me essa fome confessa, densa
sensação maldita de paz.
Quando doce Você me oferta,
teu botão movediço de zelo
Relembro um justíssimo baby doll blue,
sobre a pele nua em pelo.
Minha mória à toda, desperta
Ante a fina trama azul,
belicosos, teus peitos me espetam,
Bon jour, baby doll blue.
Oh, Baby doll, Baby down, Baby now, blue
Ó você, alvo distante.
Vês eu rijo apontado à paixão
Cerro os olhos momentos antes
Mal posso avaliar a distância, Beta
Minha seta alcançará a maçã?
Disparo a primeira flecha,
Flash: Tom e a “tal febre terçã”
Teu fruto reparto em dois
Estás pálida na fria manhã
Touché, Baby doll blue, mon amour!
A que ponto chegamos os dois...
Oh, Baby doll, Baby down, Baby now, blue
Quantos nicks tens, vc afinal?
De que importa este nobre sorriso, Beta
Se day after acordarmos tão down?
Ô mega Beta, Maga Beta, Namiô, gata!
Bem próximo estará o dia,
à tardinha, um pic-nic frugal
De noite, antropofagia.
... E que seja ainda mais insano esse amor
Que o vão das New York Town,
Tua fenda, sumo simulacro,
a quem, ardendo, clamo em chamas:
Burn, Baby donw,
Burn, your Baby Doll, now!

19 comentários:

  1. ora ora, carambola! tu é poeta =)
    e isso aqui é música, dá até pra ouvir:
    "Bon jour, baby doll blue.
    Oh, Baby doll, Baby down, Baby now, blue"


    muito bom!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Ora, pois,
    Vai em G, E ou Bb? Em A tmbém fica legal, assim com em F. Mas, caso queira, pode ser em C.
    Pluga e play.

    ResponderExcluir
  3. Putaquepariudecoisamaislinda.
    Nossa meu olho encheu dágua, preciso de gavetas como essa que saltem o vivido em paz.
    Lindo Bililéu Lindo

    ResponderExcluir
  4. Cs são um "extimulo"! Amo vocês. Eu é q tou triste... Essa mulherada só quer saber "do q pode dar certo". Sabe os Titãs - na pior fase? Arrisca beijar qualquer idiota, só não arrisca beijar sapos, as manés. E surjiram tantos príncipes importantes dessa prática... Favê o Q? Como diria o Lula (o exemplo do mau exemplo) pra Mariva: foda-fe.

    ResponderExcluir
  5. Mt bom, e tem música, mesmo!!! Um blues pra(s) moça(s) do baby doll blue.

    Arrasou, Serjão!


    Bisous

    ResponderExcluir

  6. cara, cara,
    meu caro sergio
    tô com uma saudade danada
    e entro aqui e vejo esse texto muito bom (e louco)

    quero falar com vc, quero te ver!

    beijos

    ResponderExcluir
  7. Grande Sergio,
    essa vida de sapo é foda!
    Mas parafraseando o Titãs de novo, eu prefiro o velho 'não é que eu vou fazer de novo, eu vou fazer pior'...
    Vi há um tempo uma postagem do Bonerama.
    Dai passei aqui pra te dizer que eu coloquei a discografia inteira da banda, Bonerama, lá no EuOvo.
    Inclusive o EP gravado para ajudar as vítimas do furacão que arrasou New Orleans, You're Not Alone, que tem uma ótima versão de 'Rock'n'roll suicide', de onde tiraram o título do EP.
    E a metaleira infernal continua da pesada!
    abs,
    Bruno

    ResponderExcluir
  8. Ô, Adriana, vc nunca mais me ligou... Me ligue a tardinha, pra gente por os papos em dia.

    Grande Bruno, vou lá já já conferir esses Boneramas.

    ResponderExcluir
  9. Fala Sérgio

    O link do Quintetto X está normal, já teve vários downloads, acabei de testar e está ok. Tente novamente
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Rhodsway, testei uma 2ª vez o link e caí no mesmo beco sem saída. Mas vi q a coisa era pessoal, já q havia um comentário de um satisfeito da vida, logo acima do meu. Mas fica tranx, consegui achar o álbum no souseek e já estou baixando.

    ResponderExcluir
  11. Voce quem escreveu? Caramba, ficou muito bom vei, sério mesmo. Acho que me impressionei.


    Depois quero que você leia o post do meu blog. Só seu cometário, aliás nem precisa, só me avisa que leu que pra mim tá bom :)

    ;**
    Amo voce :~

    ResponderExcluir
  12. Sergião, por incrível que pareça, o IExplorer é melhor para download e upload do que o Firefox. Quando eu uso o Firefox dá pau. Tenha sempre três: IE, Firefox e o Chroma que é rapidão.
    Valeu
    Abs
    Em tempo: Baixei o Blue Mitchel.. Masterpice!!!

    ResponderExcluir
  13. clap, clap, clap..
    uuuuuuuuuuuu massa, maaassa velho.
    VOCÊ HEM..
    REALMENTE tá que tá hahahahha
    parabéns ae mano.
    bejs

    ResponderExcluir
  14. A culpa é do Mozila? Pode crê. Eu tenho IExplorer. Valeu a dica.

    Quanto ao Blue Mitchel.. "Masterpice!" sabia q tu ia se amarrar.

    ResponderExcluir
  15. Valeu Jéssica, já fui lá e te mandei emeio.
    Idem idem idem, viu?!

    ResponderExcluir
  16. Ando nessa de sapo. É o brejo é o brejo é o brejo. Ando comendo só moscas. Nem beijinho neguinha arrisca.

    ResponderExcluir
  17. Quáááááá! Uma mistura de riso desesperado de pato com o coaxar. Pois é rapá... Logo nós, dois gentlemans. Quando essa fase me pega eu repito pra mim, "elas é que saem perdendo". Costuma dar certo, mas, como dizem os AA, "só por hoje"! Mais 24 e eu fico tenso.

    ResponderExcluir
  18. Não podia ser "Red"?
    Brincadeirinha...
    Quando o desejo é intenso a cor não faz diferença...
    Pena ela se vestir de gelo...
    Amei!
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir

Uma obra de arte é um ângulo apreciado
através de um temperamento.
(Emile Zola)