quinta-feira, 11 de junho de 2009

Sean Jones (The Search Within) 2009



"Em seu quinto lançamento para a “Mack Avenue”, o trompetista de 30 anos, Sean Jones, dá outro passo em seu contínuo desenvolvimento como líder e formidável presença na cena jazzística moderna. Suas raízes no hard-bop vem na dianteira nos números em alto registro, como na suingante, “Transitions”, na turbulenta “The Storm” , com influência Latina, e em “Sean’s Jones Comes Down”, uma complicada peça com variações de tempo escrita para ele pelo seu mentor Frank Foster. Jones, também, apresenta seu lado lírico e suave em originais como “The Ambitious Violet”, inspirada pelo poeta e filósofo Khalil Gibran; na pegada suave do samba em “Life Cycles” e na apaixonada balada “Love’s Lullaby”. Os saxofonistas Brian Hogans, no alto, e Walter Smith, no tenor, deixam uma forte impressão em seus feéricos diálogos em suingantes tempos rápidos com Jones, bem como nas suas sensíveis intervenções em exuberantes baladas. As contribuições do pianista Orrin Evans são essenciais, incluindo sua atuação no Fender Rhodes no animado 6/8 oferecido por Hogans em “Summer’s Spring”, que nos remete a lembranças das edições iniciais do “Return to Forever” com Airto Moreira e Joe Farrell. O notável baterista Obed Calvaire qualifica as ações com seus intermináveis meios de colorir uma pegada, desde uma bela balada como “The Ambitious Violet”, como na inflamada “Transitions”, embebida no hard-bop; na farra agitada, como se fosse uma “Jam” de “The Storm” ou na “funkeada” “Sunday Reflections”. O ás da gaita ,Gregoire Maret, adiciona seu lirismo mágico em “Life Cycles”, enquanto a vocalista e letrista Carolyn Perteete respira mistério e sedução em “Letter of Resignation.” , que usa o tempo de uma valsa. Um excelente e qualificado lançamento que propiciará a Jones o mesmo tipo de atenção recebida por seus colegas trompetistas, Nicholas Payton e Jeremy Pelt."


Este texto é uma tradução editada da resenha de Michael G. Nastos, do Allmusic.com


Sean Jones (The Search Within) 2009


Em tempo: Sean Jones está no vídeo mais abaixo, acompanhando o pianista Eugene Maslov. Vem daquele 1º contato, o interesse no menino.


3 comentários:

  1. Vou baixar, ouvir, depois eu conto.

    ResponderExcluir
  2. esse jones é um achado ;) valeuzão!

    ResponderExcluir
  3. Procurando acha-se mais, Pedro. Valeuzão o comentário.

    ResponderExcluir

Uma obra de arte é um ângulo apreciado
através de um temperamento.
(Emile Zola)